Daniel Fagus Kairoz

Nasceu em 1984 em São Paulo. Vive e trabalha em São Paulo.
Daniel é artista transdisciplinar e articula diversas linguagens, como performance, pintura, arquitetura, dança e instalação, tendo como força propulsora de seu fazer o pensamento coreográfico. Em seus trabalhos mais recentes, Daniel tem se dedicado a operar materiais populares – como o colorau (urucum), o anil (waji), objetos dourados, pólvora, giz branco (pemba e efun), entre outros –, que portam em si a força da encruzilhada de perspectivas que fundam o tenso caldo cultural brasileiro, entre tradições afrodiaspóricas, ameríndias e europeias. O artista usa esses materiais de modo coreográfico, operando formas e forças materiais e imateriais, na busca de aberturas para o entendimento e a prática decolonial da arte.
Daniel é bacharel em comunicação das artes do corpo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP, 2005). Participou de diversas exposições coletivas e projetos coreográficos. Atuou por quatro anos junto ao Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona em São Paulo. Idealizador, coordenador e coreógrafo do projeto Terreyro Coreográfico, que atua na encruzilhada entre arquitetura, coreografia e cosmopolítica. Realizou a exposição individual Os próximos acontecimentos esclarecerão tudo isso (2016) na Sé galeria.

***

Born in 1984 in São Paulo. Lives and works in São Paulo.
Daniel Fagus Kairoz is a transdisciplinary artist who brings together different languages ​​such as performance, painting, architecture, dance, and installation, in which choreographic thinking is a driving force in his making. In his recent works, Kairoz has been dedicated to operating with popular materials – such as annatto (colorau or urucum), indigo dye (waji), golden objects, gunpowder, white chalk (pemba and efun), among others –, which carry the inner strength of the crossroads of perspectives that constitute the tense Brazilian melting pot, combining Afro-diasporic, Indigenous, and European traditions. The artist uses these materials in a choreographic way, operating material and immaterial forms and forces, pursuing ways toward a decolonial understanding and practice of art.
Kairoz holds a B.A. in communication of body art from the Pontifical Catholic University of São Paulo (PUC-SP, 2005). He participated in several group exhibitions and choreographic projects. He worked for four years with Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona in São Paulo. He is the creator, coordinator, and choreographer of the Terreyro Coreográfico project, which works at the intersection between architecture, choreography, and cosmopolitics. He held the solo exhibition Os próximos acontecimentos esclarecerão tudo isso (2016) at Sé gallery.